• marketing52768

Se eu sou o dono da empresa, o dinheiro que entra na empresa é todo meu, por que não misturar?

Atualizado: Mai 24


A resposta é “Controle”! Misturando as contas pessoais com as da empresa, o empresário simplesmente perde todo o controle de suas finanças.

Esse é o maior engano da maioria dos empresários, eles acabam confundindo o fluxo de caixa da empresa com o fluxo de caixa pessoal. Em nenhuma situação isso deve acontecer!

O controle se perde porque fica muito difícil acompanhar no dia-a-dia por quais despesas a empresa está pagando (particulares do sócio ou operacionais da empresa). No final do mês fica impossível saber se a empresa deu lucro, prejuízo, cumpriu a meta, etc. Na realidade, empresários que misturam as contas, normalmente têm dificuldades na prática do controle financeiro. E se isso vale para a empresa, acaba refletindo também nas finanças pessoais.

É como o caso de um grande amigo meu que nunca teve a preocupação de separar as contas pessoais das contas da empresa. A gerente financeira da empresa também era responsável por pagar compras e despesas pessoais que esse meu amigo fazia. Enquanto o negócio andou bem, ninguém dava importância ao estrago que os gastos pessoais dele provocavam nas finanças da empresa. Até que as coisas deixaram de ir tão bem assim.

Já é bem conhecida a célebre frase “dai a César o que é de César” ou algo similar. De forma análoga, podemos colocar a frase como: “o que é da empresa, é da empresa, e o que é do dono, é do dono”.

Ah Roberta, e o que fazer para se organizar?

a) Primeiramente é preciso reconhecer que a vida pessoal do proprietário e a vida da empresa são coisas completamente diferentes e devem ser tratadas dessa forma para todas as áreas, principalmente a financeira.

b) Defina uma retirada mensal fixa para você. Analise suas contas pessoais e defina um valor que cubra suas necessidades.

c) Faça sua retirada e transfira mesmo para sua conta bancária pessoal. Faça seus gastos pessoais a partir desta conta e jamais faça um gasto pessoal na conta da empresa novamente.

d) Converse com seu contador, ao final do período (trimestre, semestre, ano etc), vocês terão condições de apurar o lucro e decidir se irá reinvestir, guardar como uma reserva ou transferir para você desfrutar.

E para ajudar a vocês que estão lendo hoje minha coluna, vou deixar uma planilha super simples para iniciarem o processo de organização nas suas empresas.



0. Aquarela - Modelo BS - Revisão 05.07
Download • 234KB

38 visualizações0 comentário